Estudante de Adustina é eleito para o Parlamento Juvenil do Mercosul

2016-11-18-PHOTO-00000013

Um projeto sobre gestão escolar vai fazer o estudante Ad­milson dos Santos Bo­a­ven­tura, morador do povoado Sítio da Conceição, na zona rural de Adustina, voar alto pelo Brasil e o Exterior. O estudante, que faz o 1º ano do Ensino Médio no Co­légio Es­ta­dual Castro Alves, foi eleito o representante da Bahia para o pro­jeto Par­la­mento Ju­venil do Mer­cosul (PJM). Ele será um dos 27 brasileiros, um de cada Estado, a exercer um man­dato de dois anos (2016 a 2018) no PJM. Admilson embarca para Brasília, no dia 12 de dezembro, para um curso de for­mação sobre o papel do par­la­mentar ju­venil. Ele também par­ti­cipará de encon­tros na­ci­o­nais e in­ter­na­ci­o­nais para a tro­ca de ex­pe­ri­ên­cias com estudantes dos de­mais países par­ti­ci­pantes.

Admilson foi eleito por votação na Internet, totalizando 1.127 votos. O estudante apresentou um projeto intitulado “Pro­gresso Con­junto – Sua opi­nião faz a mu­dança”, que propõe um mo­delo edu­ca­ci­onal no qual o es­tu­dante opine e par­ti­cipe das to­madas de de­ci­sões, jun­ta­mente com a gestão es­colar. Filho de lavradora, com cinco irmãos, nunca saiu da região Nordeste, pois só conhece a Bahia e o Estado de Sergipe, por morar na divisa entre os dois Estados.

O estudante comemorou muito o resultado e acredita que a participação no Parlamento Juvenil do Mercosul irá abrir novas perspectivas para a vida dele. “Foi uma grande luta para chegar até aqui porque sou muito esforçado e nunca desisto de meus objetivos. Estou muito feliz porque vou viajar de avião pela primeira vez e poder conhecer outros Estados brasileiros e países. Quero dar o melhor de mim e orgulhar minha mãe que me criou sozinha e, apesar das dificuldades, nunca deixou de me apoiar. Esta é uma oportunidade incrível e que vai ser muito importante para a minha carreira”, revela emocionado.

Du­rante os dois anos de mandato, Admilson e demais membros eleitos par­ti­ci­parão de dis­cus­sões e con­tri­buirão na ela­bo­ração da De­cla­ração do Par­la­mento Ju­venil, do­cu­mento pro­du­zido pelo co­le­tivo do PJM, for­mado pelos par­la­men­tares ju­venis de todos os países-mem­bros e as­so­ci­ados. Cada es­tu­dante ela­borou um pro­jeto dentro do tema “O En­sino Médio que que­remos” e que aborda temas como: in­clusão edu­ca­tiva, par­ti­ci­pação ci­dadã, di­reitos hu­manos, di­ver­si­dade de raça, etnia e gê­nero, in­te­gração re­gi­onal e tra­balho. São pro­postas de in­ter­ven­ções na so­ci­e­dade que retratam as ne­ces­si­dades e ob­je­tivos da ju­ven­tude dos países que fazem parte do Mer­cosul.

Mais dois es­tu­dantes da rede es­ta­dual de en­sino con­cor­rem à eleição do PJM.

O es­tu­dante in­dí­gena da etnia Pa­taxó, Emerson Torres Fer­reira, 17 anos, do Co­légio Es­ta­dual In­dí­gena Coroa Ver­melha, em Santa Cruz Ca­brália (708 km de Sal­vador), apresentou o projeto “Ve­lhos Jo­vens” sobre a va­lo­ri­zação e o re­co­nhe­ci­mento das lutas pelos di­reitos hu­manos dos povos in­dí­genas. O estudante Bruno Wil­liam da Con­ceição Jorge, 15 anos, do Co­légio Es­ta­dual Maria Isabel de Melo Goes, lo­ca­li­zado no mu­ni­cípio de Catu (93,3 km da ca­pital), concorreu com o pro­jeto “Jovem tra­ba­lhador: pos­si­bi­li­dades e pers­pec­tivas de in­serção no mer­cado de tra­balho, a partir do con­texto es­colar”.

Prorrogado prazo para cadastro para Projeto Primeiro Emprego

emprego6

A Secretaria da Educação do Estado prorrogou, para o dia 15 de setembro, o prazo para que os estudantes da Educação Profissional atualizem seus dados. A ação faz parte do Projeto Primeiro Emprego do Governo do Estado, que visa ofertar milhares de vagas para a primeira experiência profissional destes jovens. Devem se cadastrar os estudantes ativos de 2016 (séries finais) e egressos do ano letivo de 2015.

>> Clique aqui para fazer a atualização cadastral

O processo de atualização é muito simples. O estudante pode fazer o seu cadastramento em qualquer computador ou do celular. No Portal da Educação, deve preencher os seguintes dados: nome completo (sem abreviações), o número do CPF, o nome completo da mãe e o endereço residencial. Os dados são fundamentais para que o estudante, caso convocado, seja acionado, via carta registrada, para as vagas do Primeiro Emprego.

A convocação para o projeto Primeiro Emprego será feita pelo Serviço de Intermediação para o Trabalho (SINEBAHIA), a partir de um banco de dados disponibilizado pela Secretaria da Educação do Estado. A seleção se dará com base no rendimento escolar, a partir de uma média geral do curso.

Começa o recadastramento de estudantes para primeiro emprego

emprego5

A atualização cadastral dos estudantes da Educação Profissional já começou. A ação faz parte do Projeto Primeiro Emprego, que visa ofertar milhares de vagas para a primeira experiência profissional destes jovens. A seleção se dará com base no rendimento escolar, a partir de uma média geral do curso. Por isso, é importante que cada estudante realize sua atualização cadastral, para que possa ser contactado no caso de convocação para uma das vagas ofertadas.

Devem se cadastrar, os estudantes ativos de 2016 (séries finais) e egressos do ano letivo de 2015. Nesta sexta (12), o sistema de cadastramento foi testado no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Controle e Processos Industriais Newton Sucupira, localizado no bairro de Mussurunga, em Salvador, para que os alunos pudessem verificar como funciona o sistema.

>> Clique aqui para fazer a atualização do cadastro

A convocação para o projeto Primeiro Emprego será feita pelo Serviço de Intermediação para o Trabalho (SINEBAHIA), a partir de um banco de dados disponibilizado pela Secretaria da Educação do Estado. Como público alvo do projeto Primeiro Emprego, a aluna Beatriz Barbosa, 19, 3º ano do curso de Informática, no CEEP Newton Sucupira, tratou logo de fazer a atualização do seu cadastro porque entrar no mundo do trabalho tem sido o  maior sonho. “Foi super fácil o processo de atualização cadastral. Quis fazer logo, pois pretendo conhecer o ambiente do trabalho o mais rápido possível para que, no futuro, quando começar a atuar no mercado como profissional, já tenha na bagagem uma certa experiência. Também quero ter o meu dinheiro para ajudar a minha mãe e ter mais autonomia financeira”, justifica.

A colega Yasmin Marques, 15, 3º ano também do curso de Informática na mesma unidade escolar, conta que está otimista em ser selecionada para o primeiro emprego. “Foi bem rápida e prática a atualização dos meus dados. Aproveitei, também, para tirar a minha Carteira de Trabalho. Espero que logo seja chamada porque considero muito importante que todos tenham essa experiência de entrar no mundo do trabalho. Estou na maior expectativa”, conta.

Documentos necessários – O representante da Secretaria da Educação no Comitê Gestor do projeto Primeiro Emprego, Ruy Braga, explica que, para a atualização, o estudante deverá ter os seguintes dados: seu nome completo (sem abreviações), o número do CPF, o nome completo da mãe e o endereço residencial. “O processo é muito simples. O estudante pode fazer o seu cadastramento em qualquer computador ou do celular, lembrando que o importante é fornecer os dados completos e corretamente. Com a atualização, teremos a certeza de que a carta registrada de convocação enviada pelo SINEBAHIA aos selecionados chegará no endereço do estudante”, ressalta.

Governo da Bahia paga hoje promoção para 22 mil professores

Plano Pedagogico Colegio Mestre Paulo dos Anjos (1)

O Governo do Estado vai efetuar, nesta quinta-feira (30), o pagamento de R$ 7,9 milhões referentes às promoções nas carreiras de 22.853 professores da rede estadual de ensino, o que vai representar um impacto na folha de pagamento de R$71,8 milhões, em 2016. Esta é a terceira promoção concedida para a categoria consecutivamente, a partir de 2014, gerando um impacto acumulado para os cofres públicos de R$ 306 milhões, em três anos.

Os professores vão ter um ganho total de 14,05% sobre seus vencimentos, somando a promoção paga hoje, às concedidas nos anos de 2014 e 2015. As promoções nas carreiras foram fruto de acordo com os representantes da categoria, em 2014, assegurada, posteriormente, pela sanção da Lei Estadual 13.185/2014.

O secretário da Educação, Walter Pinheiro, destacou a valorização dos profissionais da educação. “A promoção na carreira do magistério é parte da política de valorização dos docentes da rede estadual e fruto de uma parceria com a nossa Uneb. Além disso, a partir dos cursos de Atualização em Práticas Pedagógicas e Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, os professores e coordenadores pedagógicos aperfeiçoaram o vínculo entre a prática pedagógica e as Tecnologias da Informação e Comunicação, contribuindo para o fortalecimento da qualidade da Educação Básica do Estado da Bahia”.

Já o secretário da Administração do Estado, Edelvino Góes, destacou o comprometimento do Governo com a categoria, em conceder as promoções que geraram ganhos reais para os professores, mesmo diante da situação econômica do país. “Enquanto vários estados estão com problemas para manter em dia o pagamento dos salários dos servidores, o Governo da Bahia demonstra seu o comprometimento com o funcionalismo, pagando a folha pontualmente e cumprindo os acordos assumidos”, enfatizou.

Os mais de 22 mil professores que tiveram direito às promoções foram aprovados no segundo módulo do curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). Iniciado em 2014, na modalidade Educação a Distância, o curso foi obrigatório para a promoção do magistério público dos Ensinos Fundamental e Médio do Estado da Bahia.

A promoção concedida este ano gerou o impacto mensal de R$7.996.494,00 na folha de pagamento do Estado. Os 22.853 professores beneficiados representam 68,25% dos efetivos. Os docentes terão um ganho salarial equivalente a 7% do seu rendimento total, sendo que 1,75% deste percentual foi antecipado desde junho de 2015, no início do curso.

O procedimento foi o mesmo nos anos anteriores, os professores que perceberam as promoções tiveram que concluir os cursos de aperfeiçoamento. Após os cursos, os docentes obtiveram a promoção nos graus de carreira, desde que cumprissem a carga horária mínima de cada etapa e tenham sido aprovados.

O primeiro módulo do curso foi iniciado em julho de 2014, com promoção na carreira referente à aprovação desta fase concedida em junho de 2015. Já as atividades do segundo módulo tiveram início em março de 2015 e compreenderam quatro etapas: Currículo e Avaliação: Apropriação Tecnológica, Inovação e Diversificação; Educação para a Diversidade e Inclusão; Memória, Investigação Científica e Produção Artística na Perspectiva da Prática Pedagógica Interdisciplinar e Produção Colaborativa e Compartilhamento de Material Didático-pedagógico com Uso de Conteúdos Digitais.

* Com informações da SAEB

Estado concede promoção para mais de 22 mil professores

Professora 2

O Governo do Estado concede, neste mês de junho, a promoção da carreira para 22.853 professores da rede estadual de ensino, o que representa 68,25% dos efetivos. Os professores terão um ganho salarial equivalente a 7% do seu rendimento total, sendo que 1,75% deste percentual foi antecipado desde junho de 2015. Esta promoção gera um impacto mensal de R$7.996.494,00 na folha de pagamento do Estado e está assegurada na Lei nº 13.185/14 (publicada no Diário Oficial do Estado em 2/7/2014). A lista com os nomes dos professores beneficiados está divulgada no Diário Oficial do Estado, desta quarta-feira (22).

>> Veja a lista com os nomes dos professores

“Estamos fazendo um grande esforço para conceder esta promoção aos professores mediante um acréscimo nos seus salários, porque entendemos que a educação é essencial para melhorar as condições de vida da nossa população. E a valorização dos profissionais da Educação é fundamental para atingirmos esse objetivo, ao mesmo tempo em que viabilizamos aos professores as condições necessárias para o aperfeiçoamento profissional por meio de cursos de qualificação a distância”, afirma o governador Rui Costa.

Terão direito os profissionais aprovados no segundo módulo do curso de Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). O curso, realizado no ano passado, na modalidade Educação a Distância, é obrigatório para a promoção do magistério público dos Ensinos Fundamental e Médio do Estado da Bahia.

“Esta é uma iniciativa muito eficiente, não apenas porque a promoção na carreira do magistério é parte da política de valorização dos docentes da rede estadual de ensino, mas também porque é fruto de uma parceria com a nossa Uneb. São parcerias como estas que vamos procurar ampliar, buscando sempre o envolvimento das universidades estaduais para a melhoria da educação pública”, afirma o secretário da Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro. O secretário também destaca que, a partir dos cursos de Atualização em Práticas Pedagógicas e Aperfeiçoamento em Tecnologias Educacionais, “os professores e coordenadores pedagógicos aperfeiçoaram o vínculo entre a prática pedagógica e as tecnologias da informação e comunicação, contribuindo para o fortalecimento da qualidade da Educação Básica do Estado da Bahia”.

Com os cursos, os docentes obtêm promoção nos graus de carreira, desde que tenham cumprido a carga horária mínima de cada etapa e tenham sido aprovados. A promoção na carreira referente à aprovação do primeiro módulo foi concedida em junho de 2015. As atividades do segundo módulo tiveram início em 20 de março de 2015 e compreenderam quatro etapas: Currículo e Avaliação: apropriação tecnológica, Inovação e Diversificação; Educação para a Diversidade e Inclusão; Memória, Investigação Científica e Produção Artística na Perspectiva da Prática Pedagógica Interdisciplinar e Produção Colaborativa e Compartilhamento de Material Didático-pedagógico com Uso de Conteúdos Digitais.

Secretaria da Educação do Estado divulga seleção do Universidade Para Todos

DSC_0417
A Secretaria da Educação do Estado da Bahia divulga, nesta terça-feira (21), no Portal da Educação, o resultado da seleção para 12.825 vagas do cursinho Universidade Para Todos (UPT). As aulas, preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), acontecem em Salvador e em mais 177 localidades do Estado da Bahia, nos 27 Territórios de Identidade. A matrícula será realizada de 5 a 8 de julho, no local e no turno que o candidato escolheu para cursar. As aulas serão iniciadas no dia 5 de julho.
 
“O projeto Universidade para Todos é uma parceria que fortalece a relação da Secretaria da Educação com as nossas universidades estaduais. Para além da pesquisa e do ensino de excelência que as universidades têm, este projeto demonstra bem o potencial das estaduais também na extensão, pois é um serviço de grande relevância, na medida em que beneficia nossos estudantes, na preparação para o ingresso ao Ensino Superior”, comenta o secretário da Educação da Bahia, Walter Pinheiro.
 
Matrícula – Para se matricular, o candidato deverá apresentar a original e as cópias de documentos como RG, CPF, histórico escolar e comprovante de residência. Se menor de idade, a matrícula deverá ser feita pelos pais ou responsáveis.
 
Neste ano, foram inscritos 22.281 candidatos. Um dos critérios da seleção é a nota de Português e Matemática, que o estudante declarou no ato da inscrição e que precisa ser comprovada, no ato da matrícula, com a apresentação do histórico escolar. Este documento também comprova se o estudante é oriundo da escola nas redes públicas estadual ou municipal.
 
Beneficiados - São beneficiados pelo UPT estudantes regularmente matriculados, em 2016, no 3º ano do Ensino Médio regular seriado ou no 4º ano da Educação Profissional integrado ao Ensino Médio da rede pública estadual e/ou municipal do Estado da Bahia. Também puderam se inscrever alunos que tenham cursado o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries / atual 6º ao 9º anos) ou modalidades correspondentes e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio regular em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado.
 
O programa contempla, ainda, egressos da rede pública de ensino estadual e/ou municipal do Estado da Bahia, ou seja, que tenham os Ensinos Fundamental II e o Médio, regular seriado ou modalidades correspondentes, cursados em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado.
 
Sobre o UPT – O projeto oferece aulas regulares de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura e Língua Estrangeira (Inglês e Espanhol), de segunda a sexta-feira, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o ENEM, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.
Foto: Roberta Rodrigues Ascom/IAT

Walter Pinheiro é empossado como secretário da Educação

walter-pinheiro3

Depois de aceitar o convite do governador Rui Costa, Walter Pinheiro tomou posse como secretário da Educação em cerimônia realizada na tarde desta segunda-feira (6), no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. O evento foi bastante concorrido e contou com a presença do ex-titular da pasta, Osvaldo Barreto, dos senadores Otto Alencar (PSD/BA), Lídice da Mata (PSB/BA), e Roberto Muniz (PP/BA), que a partir de agora ocupa a cadeira de Pinheiro no Senado, além de diversos deputados federais e estaduais e outras autoridades, como o ex-governador Roberto Santos e os reitores das quatro universidades estaduais (UEFS, UESC, UNEB e UESB).

No evento, o governador enfatizou a escolha e os desafios para a nova gestão. “Nos últimos anos, temos dados passos largos e vamos continuar avançando nesse sentido. Para ser secretário de estado, é preciso ir além, é preciso ter capacidade e tranquilidade para escolher uma boa equipe, ter paixão pelo que faz, se dedicar de corpo e alma ao trabalho. E são essas convicções que me fizeram convidá-lo, [Pinheiro], para assumir esse posto. Eu sou a prova viva de que a educação transforma a vida das pessoas e esta é a minha convicção na capacidade de mobilização de Pinheiro, de contagiar a alma dessas pessoas, de sensibilizar e envolver as famílias nesses processo”, explicou Rui.

Emocionado, Pinheiro destacou um pouco da atuação que o trouxe de volta à Bahia, agora como secretário da Educação, e afirmou que esse é um novo desafio na sua trajetória política. “Para mim foi uma honra o convite de assumir essa missão, reconhecendo que esse é um terreno delicado, que lida com a mudança de vida das pessoas. A vantagem é que antes de mim quem trabalhou nele foi o professor Osvaldo Barreto, que muito contribuiu e abriu espaço nesse campo. E assumo hoje a responsabilidade de, a partir desse legado, dar os próximos passos rumo à melhoria da educação no estado”, disse.

>> Clique aqui para ver mais fotos da posse

Pinheiro também lembrou de sua trajetória como parlamentar, quando integrou a subcomissão e a CPI encarregada de investigar desvios na aplicação de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). “Visitei diversos municípios em que foram identificadas irregularidades, no total de 113 apenas na Bahia”, lembrou. Também foi Pinheiro que propôs a substituição do Fundef pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica Pública e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb), que distribui a arrecadação vinculada à educação para todos os alunos de creches, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, educação de jovens e adultos e educação profissional de nível técnico. O Fundeb foi criado através da Emenda Constitucional 53/2006 e regulamentado em 2007, em substituição ao Fundef, que se limitava aos alunos das oito séries do ensino fundamental.

O secretário também citou que quando atuava no Congresso Nacional apresentou o decreto legislativo 402/97, que surtou os efeitos do Decreto 2.208 que visava destruir o conjunto de escolas técnicas públicas federais e estaduais e lembrou que conduziu a bancada de apoio ao governo para a aprovação do Plano Nacional da Educação, em 2014. Ao citar valores que lhe foram passados pelos pais, como o empenho com os estudos, Pinheiro saudou a presença de sua mãe, Anatildes Pinheiro, a esposa, Ana Pinheiro, os filhos e os seis netos, que também estiveram presentes na cerimônia.

Antes de transmitir o cargo, Barreto ressaltou a missão que cumpriu durante os últimos anos. “Gostaria de registrar minha satisfação dos 6 anos e oito meses que toquei essa casa e de agradecer à equipe da Secretaria da Educação, porque esse trabalho não poderia ter sido feito sozinho, além da parceria com todos os secretários e colegas nessa missão de transformar a Bahia”.

Pasta prioritária

Eleito senador em 2010, com mais de 3,5 milhões de votos, Pinheiro se afastou do mandato para assumir uma das pastas prioritárias do Governo do Estado e que tem elaborado planos e projetos que estão mudando a educação pública na Bahia, como o programa Educar para Transformar – um Pacto pela Educação.

Desde a semana passada, o novo secretário tem se reunido com gestores da Secretaria da Educação, reforçando que acredita na escola como um ambiente de transformação e socialização e que precisa estar cada vez mais integrada com a comunidade. Natural de Salvador, Pinheiro é casado e tem três filhos. É técnico em telecomunicações, tendo iniciado a carreira profissional na antiga Telebahia, no fim da década de 70, na chefia de importantes centros de manutenção e operação na capital.

*Com informações da Secom

>> Autoridades estiveram presentes da cerimônia de posse

“Para mim é uma honra ser sucedido por Walter Pinheiro, uma pessoa que tem toda condição de conduzir e fazer um bom trabalho, por ser um quadro dos mais qualificados e preparados. A educação ganha com isso” – Osvaldo Barreto (Ex-secretário da Educação do Estado da Bahia)
“Nós fomos juntos para a Câmara de Deputados e Pinheiro é uma figura, um cara bom. Sei porque vivemos mil e um problemas, ele secretário de Planejamento e eu de Infraestrutura e agora estamos aqui nos reencontrando no Governo da Bahia novamente. Quem conviveu com ele, sabe que ele é criativo, não tem hora nem dia para trabalhar. Tenho certeza que ele fará de tudo para avançarmos ainda mais na Educação” – João Leão (Vice-governador)

“Pinheiro é um homem dedicado, probo e de uma honestidade intelectual insofismável. Esta é uma marca de Pinheiro por onde ele passa. Tenho certeza que os movimentos e desafios da educação são muito grandes e ele vai fazer com que estes instrumentos estejam acessíveis a todos para a formação da cidadania” – Senador Roberto Muniz

“Pinheiro foi um dos senadores mais dedicados ao trabalho, com competência e compromisso com as coisas do país. Ele é um patriota porque quem tenho maior admiração e respeito. Pelo que conheço é um dos quadros do Senado que fez um trabalho brilhante, um exemplo para a Bahia e para o Brasil, pela honra e dignidade por que tem pautado os seus atos” – Senador Otto Alencar

“Pinheiro é um estudioso no que ele faz. É um homem de desafios e não poderia ser melhor para ele do que este desafio que é uma prioridade zero do Governo da Bahia, de construir uma educação de qualidade para a nossa juventude, para a nossa população. Pinheiro é um quadro que tem toda condição de responder a este desafio e dará uma contribuição enorme. O Governo vai seguir tendo um grande acréscimo” – Senadora Lídice da Mata

“Walter Pinheiro é um das pessoas mais preparadas que conheci na área política. Fez um excelente trabalho no Senado Federal e é um quadro que precisa ser o grande articulador e companheiro, sobretudo, nas prioridades que ele tem dado à Educação” – Marcelo Nilo (Deputado Estadual e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia)

“Pinheiro foi membro da Comissão de Ciências e Tecnologia da Câmara, da qual fiz parte entre 1995 e 1999. Desde esta época que ele tem essa vocação de participar muito da educação científica. E creio que ele vai dar especial atenção a isto, a partir do projeto Ciência na Escola da rede estadual, dando oportunidade para que os jovens se desenvolvam ainda mais com este projeto” – Roberto Santos (Presidente da Academia de Ciência da Bahia)

Estudantes desenvolvem brinquedos e objetos recicláveis

adustina

Os estudantes do Colégio Estadual Castro Alves, localizado no município de Adustina, a 394 Km de Salvador, estão dando uma aula de cidadania, sustentabilidade e consciência ambiental. Motivados pelo dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 05 de junho, os alunos vêm desenvolvendo uma série de atividades que envolvem a reciclagem de produtos para a confecção de brinquedos, utensílios de decoração e luminárias, além de incentivar a plantação de mudas na escola.

O professor Geovane Ribeiro, responsável pelo desenvolvimento do trabalho com os alunos do 1º ano, destaca que “o objetivo é criar um olhar crítico do estudante sobre um problema da nossa sociedade e mostrar que nós podemos ter uma postura que pode melhorar essa situação.”

A estudante do 1º ano Luana Márcia, 19 anos, comenta como foi desenvolvido o projeto. “Fizemos uma arrecadação de produtos recicláveis como garrafas pet e caixas de sapato, e começamos a ter ideias para brinquedos. Achei muito legal pegar um material que víamos como lixo e transformá-lo em algo útil”, ressalta.

Além de promover a educação na escola, a ação busca levar o conhecimento para os familiares. “Pretendo realizar essas atividades em casa reciclando o lixo e utilizando para fazer algum produto. Quando estava no processo de juntar o material, meus pais ficaram muito empolgados com o projeto”.

Secretaria da Educação realiza concurso literário em homenagem a Castro Alves

As escolas da rede estadual de ensino têm até o dia 30 de maio para aderir ao concurso ‘Festa literária na rede estadual de ensino: 169 anos de Castro Alves’, promovido pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. A adesão das escolas habilita os estudantes a participarem do concurso, que homenageia a vida e a obra de Castro Alves, conhecido como “poeta dos escravos” pelo clamor à liberdade. A adesão deve ser feita pelo Portal da Educação.

A iniciativa é aberta a todos os alunos dos ensinos Fundamental e Médio e equivalentes (Educação de Jovens e Adultos – EJA e Educação Profissional) regularmente matriculados, nos 27 Territórios de Identidade. Visa, a partir do programa Educar para Transformar, promover o protagonismo dos estudantes, fomentando a criatividade e a arte literária nas escolas.

“A ação é, também, uma forma de fazer uma releitura dessa arte nas percepções estudantis e manter viva a genialidade da obra de Castro Alves, poeta nascido no Recôncavo Baiano, tendo marcado a história de seu tempo com a sua poética que aborda do romantismo às questões de lutas pela abolição, passando por outros temas como liberdade e emancipação feminina”, pontua a coordenadora dos Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre.

A proposta é que os estudantes apresentem criações de arte literária em gêneros distintos (poesia, prosa, carta e cordel), contemplando a poética de Castro Alves e a diversidade literária e cultural baianas. “Após a adesão, os professores em cada escola passam a ter um papel fundamental, pois serão responsáveis por estimular e supervisionar os estudantes no desenvolvimento das criações literárias com o objetivo de concorrer no concurso”, ressalta Nide Nobre.

Cronograma – De acordo com a portaria n° 5279/2016, publicada no Diário Oficial do Estado, o prazo para que as obras de arte literária dos estudantes sejam enviadas será entre os dia 1º e 5 de agosto. Ainda de acordo com o cronograma, a seleção das 20 criações – cinco de cada gênero literário – se dará entre os dias 17 e 18 de agosto de 2016. Conforme o regulamento, os critérios de seleção são: exclusividade, originalidade, criatividade, clareza textual, pertinência à temática e atitude estética. Os resultados serão divulgados no dia 30 de agosto. As apresentações e premiações irão acontecer no Sarau Literomusical, dentro da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), em Cachoeira, entre setembro e outubro deste ano.

Universidade Para Todos abre inscrições nesta terça (17)

DSC_0438

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abre, nesta terça-feira e prossegue até o dia 24 de maio, as inscrições para o curso Universidade Para Todos, exclusivamente, no Portal da Educação: www.educacao.ba.gov.br/universidadeparatodos. Estão sendo ofertas 12.825 vagas. As aulas preparatórias para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com aulas de Português, Redação, Matemática, Física, Química, Biologia, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), História e Geografia, são realizadas em Salvador e mais 177 localidades do Estado da Bahia, em 27 Territórios de Identidade.

“O Programa Universidade Para Todos é mais uma oportunidade para os estudantes egressos da rede pública de ensino e para os estudantes do 3º ano do Ensino Médio ou do 4º ano da Educação Profissional se prepararem para ingressar no ensino superior, o que contribui para a democratização da educação na Bahia”, afirma a coordenadora do projeto, Patrícia Machado.

Podem participar estudantes regularmente matriculados, em 2016, no 3º ano do Ensino Médio regular seriado ou no 4º ano da Educação Profissional integrado ao Ensino Médio da rede pública estadual e/ou municipal do Estado da Bahia. Também estão aptos a se inscrever os alunos que tenham cursado o Ensino Fundamental II (5ª à 8ª séries / atual 6º ao 9º anos) ou modalidades correspondentes e 1ª e 2ª séries do Ensino Médio regular em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado. Também podem se inscrever, egressos da rede pública de ensino estadual e/ou municipal do Estado da Bahia, ou seja, que tenham os Ensinos Fundamental II e o Médio, regular seriado ou modalidades correspondentes, cursados em escolas públicas municipais e/ou estaduais no Estado.

Matrícula – A matrícula dos selecionados no projeto Universidade Para Todos será realizada entre os dias 6 a 10 de junho e as aulas começam no dia 6 de junho. Mais informações estão à disposição no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br)

Universidade para Todos  – O projeto é desenvolvido em parceria com as universidade estaduais (Uneb, Uefs, Uesb e Uesc). O projeto oferece aulas regulares de segunda a sexta-feira, além de atividades complementares como seminários, oficinas, revisão para o Enem, aulões, simulados e orientação vocacional. O curso oferece, ainda, material didático, fardamento e isenção da taxa de inscrição em processo seletivo das universidades estaduais aos alunos que apresentarem frequência igual ou superior a 75% das aulas ministradas.

Fotos: Geraldo Carvalho